O Prêmio CDL/BH de Jornalismo é uma iniciativa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH) em parceria com o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) e tem como objetivo premiar as melhores reportagens referente aos setores de comércio e serviços do Estado de Minas Gerais.

SOBRE O PRÊMIO

Criado em 2012, o “Prêmio CDL/BH de Jornalismo” reconhece o importante trabalho de profissionais que se dedicam com sensibilidade na apuração de notícias sobre os setores de comércio e serviços. O trabalho dos jornalistas e as reportagens de relevância são premiados, numa demonstração de estímulo aos profissionais que contribuem para a sociedade.


Há nove anos, o Prêmio estreou com uma categoria – impresso (que reunia jornal e revista). Em 2015, foram incluídas as categorias rádio, televisão e internet. Na edição de 2018, o Prêmio novamente se inovou e premiou três jornalistas em cada uma das categorias. Nesta 9ª. Edição continua a premiação das três reportagens de cada uma das categorias. Ao todo serão distribuídos R$ 48 mil em vales-viagem.


Ano a ano, cresce o número de reportagens inscritas e de jornalistas participantes. A alta adesão faz com que o “Prêmio CDL/BH de Jornalismo” se consolide como símbolo de valorização do papel da imprensa e seu compromisso com os setores de comércio e serviços, no estado de Minas Gerais.


Eleitos por uma Comissão Julgadora, composta de jornalistas e professores da área e de empresários dos setores de comércio e serviços, os vencedores têm suas reportagens avaliadas de acordo com a produção, a investigação e a apuração de dados, as fontes entrevistadas, a clareza, a relevância e a abrangência do tema.


Desde a primeira edição, o “Prêmio CDL/BH de Jornalismo”, que tem como parceiro o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG), também se propõe a estreitar e consolidar o relacionamento da CDL/BH com a imprensa.

PREMIAÇÃO

A 9ª. Edição do “Prêmio CDL/BH de Jornalismo” distribuirá R$ 48 mil aos vencedores.


Serão três premiados em cada uma das quatro categorias – impresso, rádio, televisão e internet (sites e blogs) com vales-viagem.

A classificação será em primeiro, segundo e terceiro lugar em cada uma das categorias.


A premiação será concedida da seguinte forma:


  • o jornalista vencedor em primeiro lugar, em cada uma das categorias, receberá R$ 5 mil em forma de vale-viagem;
  • o jornalista vencedor em segundo lugar, em cada uma das categorias, receberá R$ 4 mil em forma de vale-viagem;
  • o jornalista vencedor em terceiro lugar, em cada uma das categorias, receberá R$ 3 mil em forma de vale-viagem.
CLIQUE AQUI E CONHEÇA O REGULAMENTO

COMO PARTICIPAR

Todas as reportagens inscritas deverão abordar a seguinte pauta:


 A volta por cima: como promover a recuperação econômica dos setores de comércio e serviços de Minas Gerais.


Cada jornalista poderá inscrever até 05 (cinco) trabalhos publicados em jornais, revistas, televisão, rádio e internet (sites e blogs) sediados no Estado de Minas Gerais.


As inscrições devem ser realizadas no período de 1º. a 28 de fevereiro de 2021.


As reportagens devem ter sido publicadas/veiculadas no período de 1º. de outubro de 2019 a 21 de fevereiro de 2021.


Inscrições começam no dia 1o. de fevereiro de 2021.

DEPOIMENTOS VENCEDORES 2019


Renato Franco, Primitivo Filho, Bruna Cevidanes, Caio Tárcia e Lorena Mendonça

Vencedores em 1º. lugar, categoria TV, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Mercado longevidade’ da Rede Minas


"A reportagem ‘Mercado longevidade’ é resultado de um trabalho em equipe, feito com muito carinho pela equipe do Jornalismo da Rede Minas. Ficamos muito felizes pelo reconhecimento em um prêmio tão prestigiado e valioso. Sempre participo, porque o vejo como uma grande oportunidade de discutir temas de relevância e que afetam a economia e os rumos da cidade. E a festa de premiação é linda e bem organizada. Boa sorte aos colegas nesta edição”.

Luciana Simões

Vencedora em 2º. lugar, categoria TV, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Mercado jogos digitais’ da TV Record


“Foi uma alegria e um privilégio participar do 8º Prêmio CDL/BH de Jornalismo, que já é tradição e faz parte do calendário do Jornalismo na capital. E foi muito bom ver tantas histórias contadas com excelência. Nossa matéria que foi premiada, ‘Mercado jogos digitais’ falava de uma área em expansão, de possibilidades reais de trabalho e de esperança. E foi muito especial poder dar uma notícia boa, num ano de crise econômica e tanto desalento, em que vivemos a tragédia de Brumadinho. Em televisão tudo é feito em equipe. O trabalho começa na escolha da pauta e termina na edição e apresentação da matéria. E foi maravilhoso dividir esse prêmio com profissionais tão dedicados como Gabriel Rodrigues, Denise Ticle, Alexandre Lemos, Wellington Moreira e Daniel Perchê. O prêmio CDL/BH de Jornalismo dá visibilidade às boas histórias. Participem!”

Laura Zschaber

Vencedora em 3º. lugar, categoria TV, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Mercado de câmeras analógicas e LP´s ganha força’ da Rede Minas


"Foi uma honra receber a premiação por uma matéria leve, do tipo que eu adoro fazer e ainda dividir essa alegria com uma equipe tão competente. Todos ganham quando a Rede Minas, a TV Pública do Estado, recebe a visibilidade que merece. E ainda mais por meio de um prêmio que valoriza o trabalho da imprensa mineira - trabalho esse que é difícil, não tem glamour, mas que é viciante e nos enche de orgulho. Este reconhecimento é valioso e incentivador".

Queila Ariadne

Vencedora em 1º. lugar, categoria Impresso, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Futuro em risco’, do jornal O Tempo


“Em 2019, infelizmente o noticiário foi invadido pela tragédia do rompimento da barragem em Brumadinho. Nós, jornalistas, mergulhamos a fundo nas histórias, para fazer a única coisa que podíamos naquele momento: retratar todo o absurdo e cobrar soluções. E foi o que a reportagem ‘Futuro em Risco’, feita em parceria com Ludmila Pizarro e com imagens de Alexandre Mota, mostrou, ao apontar os efeitos socioeconômicos dessa tragédia, que ainda vão ecoar por muito tempo. Fica aqui o nosso profundo agradecimento ao Prêmio CDL pelo reconhecimento da missão jornalística. Vida longa ao prêmio”.

Tatiana Moraes

Vencedora em 2º. lugar, categoria Impresso, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Portas abertas: imigrantes no comércio de BH’ do jornal Hoje em Dia


“Nada melhor ser reconhecido por aquilo que amamos fazer! É uma verdadeira honra estar entre os vencedores do Prêmio CDL/BH de Jornalismo, que, em tempos de descrédito da imprensa, valoriza tanto a nossa profissão. Parabéns aos idealizadores e mantenedores do prêmio pela iniciativa”.

Tatiana Lagoa

Vencedora em 3º. lugar, categoria Impresso, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Economia subterrânea’ do jornal O Tempo


“A vitória do 3º. lugar da categoria impresso no Prêmio CDL de Jornalismo representa o reconhecimento de um trabalho que de fato fiz com muita dedicação. É como um sinal de que a busca por esse jornalismo de profundidade e de boas histórias, que eu tanto acredito e defendo, faz sentido para outras pessoas. E é uma honra ter a oportunidade de atuar com o que eu amo”.

Tatiana Lagoa e Queila Ariadne

Vencedoras em 1º. lugar, categoria Rádio, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Desemprego oculto’ da Rádio Super


“A rádio entrou nas nossas vidas profissionais há pouco tempo. Até outro dia mesmo, éramos apenas ouvintes. Por isso, quando chegamos à final do Prêmio CDL de Jornalismo com uma matéria de rádio, já nos consideramos vencedoras. Não precisava de mais nada. Quando ouvimos nossos nomes serem anunciados no primeiro lugar da categoria, percebemos que, sim, fomos fisgadas pelo novo veículo e realmente não somos mais só ouvintes. Que delícia poder contar as mesmas histórias que escrevíamos no jornal impresso agora com nossas vozes. E que venham novas histórias”!


Verônica Pimenta, Desirée Miranda, Leandro Siqueira, Lina Rocha e Márcia Bueno

Vencedores em 2º. lugar, categoria Rádio, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Barragens em risco’ da Rádio Inconfidência


“Nós, do departamento de Jornalismo da Rádio Inconfidência, ficamos orgulhosos com o Prêmio CDL/BH de Jornalismo, que conquistamos coletivamente em 2019. Em nossa reportagem, investigamos os impactos dos riscos de barragens de mineração em Minas Gerais. Além do reconhecimento de uma abordagem educativa sobre o tema, compreendemos que o Prêmio CDL/BH também valorizou a vertente do jornalismo público. Numa era em que está cada vez mais difícil combater as fake news, o jornalismo é, mais do que nunca, tão importante. E a comunicação pública é verdadeiramente democrática, visando o bem comum e o interesse social. A conquista do Prêmio CDL/BH de Jornalismo é uma importante valorização do jornalismo público e o reconhecimento de sua importância e de sua manutenção”.

Queila Ariadne

Vencedora em 3º. lugar, categoria Rádio, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘No meio do caminho’, da Rádio Super


“De repente, uma onda de terror assolou vidas, destruiu famílias e sonhos em Brumadinho. Uma história que ninguém gostaria de contar, mas, como jornalistas, assumimos o desafio. Meu muito obrigada ao Prêmio CDL, por incentivar essa missão, reconhecendo o valor do jornalismo na construção de uma sociedade mais transparente e mais justa”.

Tatiana Lagoa, Queila Ariadne e Ludmila Pizarro

Vencedoras em 1º. lugar, categoria Internet, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Nunca mais ... Até quando?’ do Portal O Tempo


“Nunca mais? Até quando? Foi o que nos perguntamos quando vimos a quantidade de trabalhadores que perderam suas vidas na tragédia da Vale, em Brumadinho. Aquela não foi a primeira barragem a romper e a levar sonhos junto com a lama. Sabíamos disso, mas queríamos mais. Havia necessidade de recontar as histórias dessas vitimas pelo ponto de vista daquelas pessoas que ficaram. Daquelas que nunca mais receberão o abraço, terão a companhia e o aconchego dos que se foram. Fizemos muitas perguntas. E, infelizmente, saímos sem a resposta principal: até quando o poder econômico vitimizará famílias? Enquanto isso, seguimos fazendo nossa parte e produzindo matérias como essa série, que conquistou o primeiro lugar do Prêmio CDL de Jornalismo”.

Thiago Ricci, Amanda Dias, Bárbara Caldeira, Maíra Eduarda Faria, Moisés Santos, Rafael D´Oliveira, Roberth Costa, Sinara Peixoto, Vítor Fernandes e Vítor Fórneas

Vencedores em 2º. lugar, categoria Internet, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘Uberização da sociedade: Apps democratizam economia de BH e criam novos desafios’ do Portal BHAZ


“Depois de conquistar o 1º lugar no prêmio CDL/BH de Jornalismo em 2018, o BHAZ voltou a ser premiado no ano seguinte. Também na categoria Internet, conquistamos em 2019 o 2ª lugar da premiação com a reportagem “Uberização da sociedade: Apps democratizam economia de BH e criam novos desafios”. Além de consolidar o fazer jornalístico colaborativo do BHAZ, a reportagem lançou luz a um debate cada vez mais necessário. Enquanto os modos de consumo mudam, principalmente por meio da tecnologia, a sociedade se vê diante de novos desafios - desde questões trabalhistas ao impacto das experiências de oferta e consumo na economia. A segunda premiação consecutiva do BHAZ junto à CDL/BH ainda faz coro a um desejo antigo da equipe e demais colaboradores: manter vivo o legado de Pedro Guadalupe e prestar, mais uma vez, homenagem a ele que nos brindou com oportunidades, talento e criatividade únicos. Orgulhosos dos trabalhos premiados e desenvolvidos até aqui, o BHAZ e seus integrantes seguem dispostos a fazer do jornalismo responsável, cada dia mais, uma ferramenta de mudança social a um clique de distância. E que o futuro nos reserve novos desafios, prêmios e inspirações”.

Luiz Ribeiro dos Santos

Vencedor em 3º. lugar, categoria Internet, na 8ª. Edição, com a reportagem ‘O uso do crédito no  comércio em tempos de crise’, do Portal Estado de Minas


“Os prêmios de jornalismo são um estímulo aos profissionais da comunicação na produção de reportagens que realmente contribuem com a comunidade. O Prêmio CDL/BH de jornalismo cumpre essa missão, engrandecendo a nossa profissão. Nesse contexto, pra mim, receber o Prêmio CDL/BH foi mais do que uma conquista. Foi a certeza de que estou no caminho certo, tentando superar os desafios e fazer algo útil em prol da sociedade”.

CONHEÇA OS VENCEDORES DOS ANOS ANTERIORES


CONTATO

Em caso de dúvida entre em contato conosco

E-mail: assessoriadeimpressa@cdlbh.com.br

Telefone: (31) 3249.1632